Dicas para escritores no podcast Papo de Autor

Dicas para novos autores

Oi, pessoal!

Eu aprendi muito ao longo desses cinco anos de carreira literária. Aprendi estudando, aprendi fazendo — ou seja, efetivamente escrevendo e divulgando meus próprios livros — e aprendi conversando com outros autores e trocando experiências. E sempre tive o maior prazer em compartilhar o meu aprendizado e incentivar mais pessoas a colocarem as ideias no papel e escreverem seus próprios livros. Aliás, a página mais acessada deste meu site é, de longe, o artigo Como registrar seu livro na Fundação Biblioteca Nacional (guia passo-a-passo).

Agora, estou com um novo projeto. no podcast Papo de Autor, eu convido diversos escritores publicados a compartilharem suas experiências. Em episódios de mais ou menos uma hora, nós falamos sobre nosso processo criativo e o mercado editorial. E agora eu convido vocês a escutarem também! 😀 Temos episódios todo terceiro sábado do mês. Três deles já estão no ar! Confiram:

 

 

 

 

Espero que seja útil para vocês! Para quem quiser ficar por dentro dos próximos episódios, temos também um grupo no Facebook.

Abração!

Karen Soarele

Retrospectiva 2016

Sempre que chega dezembro, dá aquela sensação de que o ano passou muito rápido, ou muito devagar. A verdade é que 2016 foi um ano muito proveitoso, deu para fazer bastante coisa!

Esse ano eu tive um conto publicado pela editora que sempre admirei; terminei de escrever meu novo romance; me formei no curso de inglês super mega avançado; comemorei 10 anos com o meu amor na Disney; trabalhei feito uma condenada, mas também me diverti horrores.

Vamos à retrospectiva! 😀

 
Em 2016 eu…

Viajei para a Disney

No início do ano, o Luís e eu completamos 10 anos juntos (desde que começamos a namorar). Fomos comemorar na Disney! 😀 Uma viagem muito especial!

1_20160524_123651

 

Me formei no English for Academic Purposes

Esse foi o curso mais difícil que já fiz na vida. Deixou a faculdade no chinelinho, haha! Nele desenvolvi minhas habilidades de falar em público e de escrever textos científicos, como dissertações e monografias, em inglês. Foi oferecido pela Nova Scotia Community College e durou um ano, em período integral.

Também participei de alguns cursos livres:

  • B.E.S.T Conference, promovida pela Edu Nova, com apoio de várias universidades de Halifax;
  • Understanding Intellectual Property, workshop do ISANS – Immigrant Services Association of Nova Scotia;
  • Como montar e manter uma pequena editora, curso à distância, de sete semanas, oferecido pela Universidade do Livro, da Fundação Editora Unesp.

 

Tive um conto publicado pela Jambô Editora

Tive a honra e o prazer de ter meu conto, A Última Noite em Lenórienn, publicado pela editora que admiro há muitos e muitos anos, a Jambô. O conto se passa no universo de Tormenta — o mais prestigiado cenário brasileiro de RPG — e encerra a antologia Crônicas da Tormenta volume 2, que reúne grandes nomes da literatura fantástica nacional. Está disponível para compra no site da Nerdz.

 

Escrevi o romance A Joia da Alma

Aos 45 do segundo tempo (lê-se, em 11 de dezembro), terminei a escrita do romance A Joia da Alma. Estou tão feliz! Seria angustiante ter que empurrar isso para o ano que vem. Agora vem a etapa da revisão. Mas, enquanto o livro está nas mãos do editor, eu vou me permitir tirar alguns diazinhos de folga. 😀

 

Terminei o audiobook de A Rainha da Primavera

Recuando até fevereiro (nossa, parece que faz um século!), concluí a publicação do audiobook de A Rainha da Primavera! Ele é gratuito, e você pode escutar todos os capítulos no meu canal do Youtube.

 

Diagramei 33 revistas incríveis

Como nos anos anteriores, em 2016 também tive o prazer de participar da criação de revistas de passatempos da editora Coquetel. Dependendo da revista, meu papel varia entre diagramar, desenhar e criar passatempos. Nesse ano, foram 6 revistas Picolé, 3 Picolé Crosswords, 9 Brincando e Aprendendo, 2 Almanaques de férias, 2 revistas do Snoopy. A grande novidade são as revistas da Disney, é uma alegria enorme participar delas! Fiz passatempos e diagramei revistas com os personagens de: Operação Big Hero, Enrolados, Frozen Fever, Jake e os Piratas, Princesas Disney, Princesa Sofia, Zootopia, Moana, e duas de Procurando Dory. Também diagramei a revista gigante da Larissa Manoela, que está fazendo o maior sucesso.

 

Arranjei emprego no Canadá

Eu sou muito ligada aos meus projetos no Brasil, mas isso não me impede de correr atrás de oportunidades por aqui. E foi pensando em ter novas experiências (e também em treinar o meu inglês) que me candidatei a um emprego temporário no Statistics Canada. É uma agência governamentamental, relativa ao IBGE brasileiro. Eu telefonava para as pessoas, para confirmar informações do Censo.

O ambiente era bom, o salário também, e as pessoas eram uns amores. Mas a posição realmente não era para mim. Mais da metade das minhas habilidades ficavam sem uso. Mas, é claro, eu queria provar para mim mesma que podia manter um emprego no Canadá. Foi por isso que aceitei quando estenderam meu contrato. Porém, quando encerrou de vez, eu quase soltei fogos de artifício. Me telefonaram dois meses depois: “Karen, estamos com vagas abertas de novo, você tem interesse em um novo contrato?” A minha resposta não poderia ter sido mais libertadora: “Muito obrigada, fico contente que tenham lembrado de mim! No entanto, não tenho interesse. Já estou trabalhando para outra empresa.”

Agora tenho um cargo muito mais legal! 😀 Sou jornalista da Chalk. Escrevo artigos em português sobre futebol, e-Sports e entretenimento, para dois sites: Ganhador e OddsShark Brasil. Também faço traduções, ajudo na implementação de certas funcionalidades nos sites e contribuo na coordenação da nossa equipe do Brasil. A atmosfera do local de trabalho é deliciosa! Aquele tipo de empresa que tem um pebolim no meio da copa (só que, em vez de futebol, é de hóquei no gelo), que faz confraternizações de Halloween, Thanksgiving e Natal, deixa o funcionário escolher se prefere PC ou Mac e oferece plano de saúde e dentário, haha. Depois de seis anos atuando como freelancer e empresária, chega a ser estranha a comodidade de ter emprego fixo. Para completar, a vista da janela é de tirar o fôlego.

 

Fui staff member na Hal-Con

Hal-Con é a maior convenção de cultura pop do leste canadense, e eu participei como membro da equipe organizadora. O evento foi demais! Fiquei cuidando de uma das salas de painel, ouvindo os especialistas falarem sobre podcast para pessoas distraídas, como fazer o seu cosplay, como funciona um estúdio de animação e outras coisas legais. Enquanto eu monitorava as oficinas, o jogo do Luís ia se esgotando na área dos expositores, três andares abaixo.

 

Apoiei a publicação de Dwar7s Fall

Dwar7s Fall pode não ser de minha autoria, mas — definitivamente — foi uma grande conquista esse ano! Sou beta-tester do jogo do queridíssimo senhor marido, Luís Brueh. Mais que isso, sou a única testemunha desde o nascimento da ideia, até a concretização do sonho. Quem já acompanhou um projeto desse porte de perto sabe que apoiar não é só bater palmas e falar que está lindo. É revisar contratos, ajudar a solucionar problemas, testar as variações de regras até não aguentar mais, ter paciência. No final, o trabalho valeu a pena! A 1ª edição de Dwar7s esgotou em todos os eventos onde foi vendida. A 2ª edição foi para o Kickstarter, ferramenta de financiamento coletivo. O editor esperava US$ 4.000 para produzir o jogo. Estávamos apreensivos quanto a alcançar esse valor, mas a meta foi batida em incríveis duas horas! No final, foi alcançada a marca dos US$ 82.000, e o jogo foi traduzido para 8 idiomas! É ou não motivo para se orgulhar? Agora estão sendo feitos os preparativos para produção de tanto jogo! E ano que vem tem mais.

9_dwar7s2

 

Criei o jogo Time Travel Inc.

E é claro que eu fui contagiada por essa onda de boradgames! Já adorava jogar, e agora embarquei com o Luís em um projeto especial. Time Travel Inc é um jogo sobre viagem no tempo. Vocês ainda vão me ouvir falando dele por aí.

 

Recebi visitas

Agora que estamos um pouco melhor acomodados aqui no Canadá, nós começamos a receber a família! 😀 Esse ano contamos com a visita da minha mãe, da sogrina, da cunhada, do meu pai e madrastra. Tirando os dois últimos, cada um veio em uma época diferente, e fizemos passeios incríveis!!! Comemos lagosta, andamos de veículo anfíbio, passeamos pelo interior da província, fomos à praia (estava friooooo), ficamos presos no Trapped (jogo de escapar de um quarto fechado), entrei em um cassino pela primeira vez, visitamos museus a perder as contas… É, foi demais!

 

Gravei podcasts

Uma das propostas que eu tinha para 2016 era participar de mais podcasts. Para isso, é preciso tempo e dedicação. E eu consegui! Foram dez participações no Cultura Nerd e Geek, duas no Multiverso X, uma no SetCast e uma no MachineCast. Os temas incluem literatura, RPG, filmes, animes, cotidiano e muito mais! Você encontra a lista de links aqui.

 

Pintei o cabelo

Pode parecer bobagem, mas não é. O cabelo faz parte da nossa identidade pessoal, e há anos eu estava descontente com a minha cor. O passar dos anos transformou meu loiro claro em loiro escuro, e então em algo esquisito que não era nem loiro, nem castanho. Um cor de burro quando foge. No Brasil, sempre tinha alguém para dizer: “Sua cor é lindaaaa! Te mato se você pintar.”

Uma vez no Canadá, resolvi chutar o pau da barraca. Pintei de loiro mais claro e amei! Mas aí tive outro problema: cada vez que pintava, meu cabelo ficava mais e mais claro. Na internet, as pessoas já me chamavam de “loiraça” e até “platinada”. Nunca quis ter cabelo assim. Então, tomei coragem e pintei da cor que sempre admirei: ruivo! Bem clarinho, quase loiro. Combinou perfeitamente comigo.

 

2017

O ano de 2016 foi cheio de emoções e vai deixar saudades! Consegui fazer quase tudo o que tinha me proposto. O único item da minha listinha que vai sobrar para o ano que vem é terminar de escrever Fração de Segundo, o terceiro livro da Série Crônicas de Myríade.

No mais, estou me sentindo realizada! Vou aproveitar os últimos dias do ano para comemorar com os amigos mais essa etapa vencida. E que venha 2017! 😀

 

Edit: Como diria o Tio Rocky, “só acaba quando termina”, e isso vale para o ano também!
Se aos 45 do segundo tempo eu terminei o livro que estava escrevendo, então o que veio depois deve ser prorrogação, né? Tive meu trabalho reconhecido na empresa (deixo aqui subentendida uma ótima notícia!) e tirei minha carteira de motorista canadense (aleluia!). O ano só fica melhor! E ainda temos dez dias pela frente.

Blog novo, vida nova! Ou quase isso.

home-nova-2

Ufa, esse ano está sendo tão corrido! Já é agosto e eu sequer postei alguma coisa nesse blog!!! E não é por falta de novidades. Esse ano já me formei em um baita intensivo de inglês nível acadêmico, viajei para a Disney, gravei uma coleção de vídeos para o Youtube, uma porrada de podcasts… até terminei de lançar o audiobook de A Rainha da Primavera! (Finalmente, né?) Agora, estou correndo com a escrita do meu livro novo. Já era para estar pronto a uma hora dessas, mas acabou não dando tempo para TUDO o que eu já queria ter feito! Agora é manter o foco e correr atrás. Porém… meu site estava há muito tempo precisando de uma renovada, não é mesmo? Agora está mais organizado, do jeitinho que eu gosto. E aproveitei para adicionar algumas citações dos livros, uma em cada página. Espero que gostem!

Agora vou voltar a escrever.

Até mais! 😀

Retrospectiva 2015

golfinho

O ano de 2015 vai ficar marcado para sempre como a minha mudança para o Canadá. Foi uma reviravolta e tanto! Porém, está longe de ser a única coisa legal que aconteceu esse ano. Foram tantas alegrias e tantas conquistas, que eu decidi recapitular! 😀

Começando por algo muito especial: esse ano recebi o Troféu Cecília Meireles, uma homenagem pela minha contribuição à cultura nos últimos anos. O evento Mulheres Notáveis aconteceu em Itabira, MG.

Retrospectiva 2015-01

Enquanto isso, em Campo Grande, ocorriam os encontros do Clube do Livro SAV, no qual dois de meus livros foram adotados. Fui convidada a participar da discussão, e aproveitei para participar também em outro dia, no qual o tema era As Crônicas de Nárnia. É uma pena que eu tenha descoberto esse clube do livro quando já estava indo embora do país, porque foi uma experiência muito bacana!

Retrospectiva 2015-02

Ano passado foi o ano das palestras. Devo ter visitado metade das escolas de Campo Grande. Esse ano, fui convidada a dar uma palestra de incentivo à leitura (e à escrita!) na cidade de Ipuã, SP. Três escolas participaram, com alunos de 8º e 9º anos de dois turnos diferentes, o que significa que dei a mesma palestra de manhã e à tarde. A viagem foi bem corrida, mas o carinho que recebi dos alunos não tem preço!

Retrospectiva 2015-03

Aliás, 2015 foi um ano de viagens! 😀 Tive a oportunidade de conhecer Cancún, no México. Esse lugar é maravilhoso! Viagens costumam ser legais, porém cansativas. Mas não essa. Essa foi totalmente relaxante, tranquila, inspiradora. Quase surreal. As águas verdes do Caribe um dia me verão novamente.

Retrospectiva 2015-04

Brasília visitei duas vezes, uma para resolver pendências do visto canadense, outra para pendências do visto americano. Pouco antes de me mudar, dirigi até o sul do país para dar um “até logo” para a família! 🙂 Fui para Assaí, Curitiba e Florianópolis. Isso, somado ao fato de muitos terem vindo para o meu aniversário e para o aniversário do meu sobrinho, me possibilitou ver quase a família inteira! Além, é claro, de ter conhecido minha sobrinha recém-nascida.

Retrospectiva 2015-05

Uma vez estabelecida por aqui, recebi a vista da minha mãe e passeamos pela província de Nova Scotia. Vimos um farol lindo, uma fazenda que recria os hábitos de vida do século XVIII e o conjunto de fortalezas que protegia a cidade naquela época.

Retrospectiva 2015-06

Mas é claro que eu não fiquei só farreando o ano inteiro. Esse foi um ano de muito trabalho e muito estudo! Estando aqui no Canadá, tive a oportunidade única de estudar em um College e ampliar minhas habilidades no idioma inglês. Funciona assim: Qualquer imigrante pode fazer uma prova para ter seu nível avaliado. A pontuação vai de 1 a 12, sendo que 1 significa que você sabe cumprimentar as pessoas e dar algumas informações sobre você mesmo, e 12 é o inglês nativo. Para ser aceito no país, um imigrante precisa apresentar um certificado de proficiência, cuja exigência vai de 5 a 7, dependendo do processo de imigração. Para esse curso que eu estou fazendo, é obrigatório ter a pontuação acima de 6. Você se forma quando sua nota chega a 8. Complicado? Nem tanto. Na verdade, é genial! Nesse curso, tive que escrever um trabalho científico em inglês. Foi bastante desafiador! Sem contar que a turma reúne pessoas do mundo inteiro, o que permite conversas frutíferas sobre cultura, tradição e política.

Retrospectiva 2015-07

Como nos anos anteriores, trabalhei em um montão de revistas da Editora Coquetel. Elas me dão tanto orgulho! São revistas infantis que reúnem passatempos como Jogo dos Erros, Labirintos e Cruzadinhas. Pude desenhar bastante, diagramar ainda mais e ver se formarem, pouco a pouco, as revistas educativas que farão a alegria de inúmeras crianças. Além das revistas com desenhos originais, trabalhei também em várias revistas de personagens famosos, como Divertidamente, O Bom Dinossauro, Turma do Lambe-lambe e Snoopy. Principalmente Snoopy! 😀 Somando tudo, esse ano contribuí com a criação de 61 revistas. Estando no Canadá, infelizmente eu não tenho acesso a elas. Recebi apenas as que a minha mãe trouxe. Se você está no Brasil, aproveite por mim! Se encontrar na banca uma revista Picolé ou Brincando e Aprendendo, sabia que pode ter dedinho meu.

Retrospectiva 2015-08

Na parte de jogos eletrônicos, programei e ajudei a desenhar o One Hit OK, que foi lançado pelo meu estúdio. Ganha quem tiver o dedo mais rápido! Dá para jogar no modo solo ou com um amigo no mesmo celular. Os jogos que nós criamos são simples, divertidos, mas dão um trabalho que só! Tenho outro quase pronto, mas vai ter que ficar para o ano que vem. Além disso, fomos matéria de jornal por causa do Magic Rampage, o jogo do nosso cliente. Nesse caso, fazemos apenas a parte gráfica.

Retrospectiva 2015-09

Não é novidade pra ninguém que eu goste de fazer um milhão de coisas diferentes! Esse ano participei de treze episódios de podcast. Os temas são diversos: Star Wars, Pokémon, Feminismo, RPG, Dia da Criança, Publicidade… sem falar da entrevista inesquecível que recebemos do querido autor brasileiro Eduardo Spohr.

Retrospectiva 2015-10

Também gravei sete vídeos! A maioria foram dicas para novos autores e entrevistas por hangouts, mas quero destacar o que fizemos para o canal On Board, contando um pouco sobre um dos meus hobbies, que é jogos de tabuleiro. E por falar em dicas, esse ano lancei o site Papo de Autor. Basicamente, esse site reúne a maioria dos textos que eu já escrevi explicando como escrever, publicar e divulgar o seu livro, além de contar com os vídeos e vários textos novos.

Retrospectiva 2015-11

Como já disse, esse foi o ano de mudança para o Canadá. Parece simples, não é mesmo? Parece que eu coloquei os meus trapinhos numa mala, entrei no avião e… pronto! Estou no Canadá! Mas não é bem assim. Além de ser um processo burocrático e cansativo, foi também uma experiência de desapego. Nem tudo cabia na mala. A começar pela tonelada de livros que tínhamos na nossa biblioteca. Quando era criança, eu sonhava em ter um cantinho especial para guardar os meus livros. Ao me casar, essa foi a primeira parte da casa a receber armários (antes mesmo da cozinha!). A coleção era linda, orgulhosa, com aquele cheirinho de papel. Mas exageradamente grande e pesada. A venda de garagem que fizemos foi tão alucinante que se tornou até matéria de jornal! Capa do caderno de cultura. Quem vê as fotos pensa “é, a biblioteca era grande mesmo”, sem saber que as fotos revelam apenas uma das paredes de livros. Eram três. Sinto saudades da minha biblioteca. No entanto, os livros que eu tinha continuam guardados com muito carinho no meu coração e na minha memória.

Além dos livros, também tive que doar muitas roupas, vender os móveis e me desfazer de quase todos os presentes que ganhei de casamento, dois anos antes. Era tudo tão novinho! Deu uma tristeza tão grande! Ainda sinto falta de vários deles. Sei quem foi que me deu a maioria das coisas, mas elas ficaram apenas na lembrança.

Retrospectiva 2015-12

E é claro que eu não poderia sair do país sem um desespero final! Estava tudo pronto, arranjado, certo, confirmado. Contando os dias para nossa partida. E o que me acontece? Minha gatinha, a Alice, decide que o apartamento da minha sogra (onde estávamos hospedados temporariamente) era pequeno demais para ela. Como nós, Alice queria ganhar o mundo! E assim o fez. Faltando três dias para nosso embarque, ela simplesmente desapareceu. Foram os dois dias mais intensos de que me lembro. Todos os preparativos foram suspensos enquanto nós nos ocupávamos de cobrir o bairro inteiro de gritos e chamados. “Aliceeeeee…” Eu não aguentava mais ouvir a minha própria voz repetindo o nome dela. Fomos salvos por um milagre em cima da hora. Digo, pelo vizinho do condomínio, que viu o cartaz de procura-se, encontrou a gata no alto de um coqueiro, subiu lá em cima e trouxe ela para casa. Deu tudo certo, e hoje estamos aproveitando a vida nova com nossa gata canadense.

Retrospectiva 2015-13

Voltando ao universo dos livros, nesse ano A Canção das Estrelas esgotou! Mas já?! Pois é, foi bem rápido. Quem garantiu o seu exemplar trate de comemorar. Os demais, ainda podem encontrar a versão digital na Amazon. Os demais livros ainda estão disponíveis no site oficial, e uma novidade: A Rainha da Primavera foi transformado em audiobook! Com o auxílio de amigos e leitores, que incorporaram os personagens e mandaram suas vozes, esse ano pudemos lançar os capítulos um a um.

Retrospectiva 2015-14

Em relação aos leitores, além de receber inúmeras resenhas maravilhosas, organizei um concurso cultural. Fiz um desenho de Aisling, a personagem principal da série, e disponibilizei para os leitores colorirem. O resultado foi incrível! A soma da criatividade dessa galera resultou em uma galeria de imagens impressionante. Nela, podemos ver as diferentes formas com que pessoas diferentes encaram um mesmo personagem. Fiquei impressionada com o resultado e espero fazer isso de novo no futuro.

Retrospectiva 2015-15

Muita gente me cobra o terceiro livro da Série Crônicas de Myríade e estranha o fato de não ter acontecido nenhum lançamento em 2015. Não pensem que eu estou parada, muito pelo contrário! Escrevi como se não houvesse amanhã. Infelizmente, o livro que resultou do meu trabalho é impublicável. Como alguns devem saber, fiz um diário de imigração. Contudo, como o próprio nome sugere, ficou pessoal demais para ser lido por outras pessoas. Nele, expressei minhas revoltas, desejos e anseios. Uma parte de mim que é excessivamente forte e, ao mesmo tempo, excessivamente fraca. É difícil de explicar. Me desculpem, mas esse será o meu segredo.

Além disso, escrevi um terço de Fração de Segundo! Devo terminar os outros dois terços até o final do ano que vem. Antes disso, estou trabalhando em um projeto ainda sem nome, ainda secreto, mas que já adianto: é maior do que eu. Está sendo uma honra participar dele, e espero poder trazer novidades em breve. Resumindo, por mais que eu me dedique a um milhão de atividades, a escrita vem em primeiro lugar!

Retrospectiva 2015-16

Para finalizar, em 2015 comemorei 2 anos de casada, 3 anos do lançamento do meu primeiro livro e 5 anos de Estúdio Panda Vermelho. Me matei de estudar, me matei de trabalhar, me matei de escrever. E, quanto mais eu morria, mais me sentia feliz, entusiasmada e completa. Acima de tudo, esse foi um ano de realização de sonhos.

Que venha 2016, com seus mistérios, aventuras e oportunidades!

Um feliz ano novo para você, e até a próxima! 🙂

pluto

Entrevista para o canal Ser ou Não Sei

Captura de Tela 2015-10-20 às 07.12.55

Ontem dei uma entrevista ao vivo para o canal Ser ou Não Sei. O vídeo continua disponível no Youtube, então você ainda pode assistir! 😀

Nessa entrevista, falamos não apenas sobre meus livros, mas também sobre o meu trabalho como ilustradora e a minha vinda para o Canadá.

Concurso Cultural: As Cores de Aisling

As-Cores-de-Aisling

 
O objetivo desse concurso é que todos se divirtam! 🙂

Pensando em vocês, eu desenhei a Aisling, personagem principal de Crônicas de Myríade. Ela está em preto e branco, e a brincadeira consiste em dar cor a esse desenho. Para isso, pode lançar mão de giz, canetinha, aquarela… e, principalmente: lápis de cor. Todos os desenhos vão para a fanpage da série, com o nome do autor, para que todo mundo possa ver e apreciar.

Para incentivar a participação, teremos prêmios! 😀

Como já disse, o objetivo é a diversão. Mas, para dar um gostinho extra, os dois melhores coloristas receberão livros! Um deles será escolhido por voto popular (curtidas no Facebook), e o outro será selecionado por uma equipe técnica (nome bonito para “meus amigos ilustradores”). E cada ganhador receberá um exemplar de Línguas de Fogo e um de Tempestade de Areia.

Venha participar e compartilhar sua criatividade conosco! E aproveite para convidar tanto quem já gosta quanto quem ainda não conhece a série!

 

DOWNLOAD DO DESENHO EM ALTA QUALIDADE:
VERSÃO 1           VERSÃO 2

 

COMO PARTICIPAR:
1) Imprima o desenho;
2) Pinte, usando sua criatividade (NÃO precisa ser nas mesmas cores da personagem original);
3) Digitalize usando um scanner ou tire uma foto realmente boa, é importante dar para ver bem o resultado;
4) Envie para: ascoresdeaisling@gmail.com
5) O seu desenho será publicado na fanpage da série. Peça aos amigos para curtirem!

 

CRONOGRAMA:
23/ago – Abertura
30/set – Último dia para enviar seu desenho
04/out – Divulgação do Resultado

 

ATENÇÃO:
Houve uma pequena mudança nas regras. Em vez de dois ganhadores, teremos três: melhor pintura tradicional (lápis de cor, giz, etc); melhor pintura digital (Photoshop), e voto popular (mais curtidas no Facebook). Mas, lembrando: não participe só pelo prêmio. A ideia é que cada um mostre sua arte.

 

Estou esperando o seu desenho! 🙂

 

Procura-se: Organizadores de Book Tour

duas-capas

 
Eu sempre gostei da ideia do book tour. Um único livro passando nas mãos de diversos leitores, muitas vezes de várias cidades brasileiras. É tão gostoso compartilhar a leitura! Sem contar que dá uma baita força na divulgação. 😀 Por isso, organizei vários nesses mais de três anos de carreira. Contudo, agora estou morando fora e fica um pouco complicado para eu tomar conta de tantas coisas. Vendas de livros, parcerias, divulgação, book tour… Socorro! É muito para uma pessoa só. Sem contar que preciso escrever os próximos livros. Muitos blogueiros entram em contato comigo, mas estou tendo dificuldade em atender todo mundo.

É por isso que eu venho hoje pedir a ajuda de vocês! 😀 Estou à procura de blogueiros dispostos a organizarem para mim um book tour de Línguas de Fogo ou de Tempestade de Areia. O organizador será responsável por convidar os demais participantes, definir a ordem de leitura e certificar-se de que tudo corra bem. Será também o primeiro a ler e resenhar o livro, passando em seguida para os próximos participantes. Como forma de agradecimento, ofereço ao blogueiro organizador um exemplar de A Rainha da Primavera. Quanto ao livro que for usado no book tour, deverá ser sorteado entre todos os participantes. Dou preferência para quem já tenha organizado book tours antes, mas qualquer um pode se inscrever.

Se você quiser ser um organizador, por favor preencha o formulário abaixo. Responderei a todos por e-mail, não vou deixar ninguém sem resposta. E muito obrigada! Por mim, eu mandaria um livro para cada blogueiro, mas, infelizmente, não posso arcar com todo esse custo. Por isso, agradeço tanto aos que organizarão quanto aos que vão participar desses book tours. Vocês são demais! Com o apoio de vocês, a literatura nacional só tende a crescer.

Beijos, e… inscrevam-se! 🙂
Karen Soarele

Site: Papo de Autor

papodeautor-destacada

Certa vez eu publiquei aqui no blog um post sobre como registrar um livro na biblioteca nacional. Meu objetivo era pura e simplesmente ajudar aqueles que tinham dúvidas, assim como eu tive antigamente. Não fazia ideia da quantidade de pessoas que leria, e da quantidade de perguntas sobre livros, registro, escrita, etc, que eu receberia a partir de então.

Escrevi alguns posts dispersos, contendo algumas dicas. Publiquei também alguns no site de amigos meus, o Bodega Online. No fim, ficou tudo misturado, desparceirado, perdido. E é por isso que decidi criar um site novo, especialmente para esse tipo de publicação. Dicas para quem está começando a escrever, mas não só isso: tudo o que envolve o mundo sob a ótica de um autor.

Convido você a conhecer esse site. É o Papo de Autor.com.br. Migrei para lá todas as minhas dicas antigas, e já publiquei várias novas! 😀

Espero que seja útil. Sucesso para você! 🙂

Beijos,
Karen Soarele

Na mídia: Bazar de Livros / Estúdio de Jogos / Troféu Cecília Meireles

Correio_B bazar2

Muitas coisas acontecendo ao mesmo tempo! 😀

Só no mês de maio, tive a oportunidade de participar de duas matérias muito interessantes no jornal de maior circulação aqui em Campo Grande, o Correio do Estado. Ambas foram capa do Correio B, o caderno de cultura e entretenimento. A primeira saiu dia 11/05 e aborda o desenvolvimento de jogos independentes. Juntamente com alguns colegas e parceiros, fui convidada a dar a minha opinião sobre como anda a produção aqui no Brasil e se os jogos podem ser considerados arte ou não.

Já a segunda matéria, publicada no dia 29/05, fala sobre o desapego com os livros. Isso mesmo, o meu bazar acabou indo parar no jornal! Foi bem legal falar a respeito, mostrar quais são os poucos que o Luís e eu vamos levar para o Canadá. O restante, infelizmente, terá que ficar. Tudo bem, farão a alegria de outras pessoas! 🙂

Para concluir, o semanário Folha Popular, de Itabira/MG, publicou uma foto minha recebendo o Troféu Cecília Meireles, na noite de gala Mulheres Notáveis. Bem na semana do meu aniversário!

Coloco aqui embaixo as matérias para vocês. Quem quiser ler, é só clicar que elas abrem em tamanho maior.

Beijos!!!
Karen Soarele

aaa

11 de maio de 2015

bbb

29 de maio de 2015

ccc

Semana de 4 a 10 de junho e 2015

Novidades: Mudança, livros, números… e amor felino!

karen e alice

Esse vídeo é uma loucura! Nele, eu falo sobe a mudança que está acontecendo na minha vida e seus diversos desdobramentos. Gravei para os amigos que moram longe e para os leitores que acompanham a Série Crônicas de Myríade. É muita emoção, muita alegria e uma pitadinha de espírito aventureiro. Porque a vida é mais divertida quando a gente se arrisca em novas jornadas! 😉

Perguntas que eu respondo no vídeo: “Quando será publicado o próximo livro?” / “Quem é responsável pelas etapas de publicação atualmente?” / “Os livros continuarão à venda?” / “Quem são os maiores incentivadores do seu trabalho?” / “Quantos livros você já vendeu? E e-books?” / “Em quais países seus e-books estão?” / “Pode me dar uma dica sobre como ir morar fora do país?” / “O que você vai fazer com a sua gatinha, a Alice?” / “Você está escrevendo algum outro livro, além da Série Crônicas de Myríade?” / “Quanto você já escreveu de Fração de Segundo?” / “Como você organiza as suas ideias antes de começar a escrever o livro?” / “Você vai gravar mais vídeos?”

***

O bazar de livros novos (os de minha autoria) e usados (os da minha estante) você encontra aqui: [link]

Saiu até no jornal! [link]

Comentário final:
Sim, eu falo com a minha gata. Eu sou uma tia louca dos gatos.