10 Dicas para Publicar seu Livro (dicas 8, 9 e 10)

 
Chegamos ao fim da série “10 Dicas para Publicar seu Livro”, e vou concluir falando sobre divulgação. Leia também os posts anteriores!


Confira as demais dicas:

Post 1: dicas 1, 2 e 3 (comece a planejar)
Post 2: dicas 4, 5 e 6 (tiragem)
Post 3: dica 7 (formação de preço)

8- Divulgue!

Não há uma receita de bolo para fazer a divulgação do seu livro, é a sua criatividade que vai dar a cor e o tom necessários. Mas eu tenho algumas sugestões: crie um blog/site para o livro, e coloque nele informações interessantes; faça um banner para Facebook, assim seus amigos poderão compartilhar a estreia com os amigos deles; envie convites do lançamento para as pessoas mais importantes para você.

Em relação ao lançamento, por ser um produto cultural, você pode conseguir alguma divulgação na mídia local. Para isso, escreva um breve texto explicando quem você é, o que faz, sobre o que fala o seu livro, e qual é a mensagem que você deseja transmitir com ele. Inclua as informações sobre o evento de lançamento, anexe algumas fotos condizentes com a ocasião e envie tudo isso para rádios, jornais impressos e eletrônicos da sua cidade. Se puder levar pessoalmente, é ainda melhor!

9- Faça o Lançamento do Livro

Depois de tanto trabalho para conseguir, finalmente, publicar o seu livro, é interessante você realizar um evento de lançamento. Ou seja, você terá mais trabalho ainda! O lançamento do livro é uma grande oportunidade para você divulgar seu livro, comemorar essa conquista incrível com seus amigos e familiares, e efetuar vendas.

Então defina um lugar bacana, pode ser uma livraria, uma feira de livros ou algum outro lugar que combine com sua obra (já ouvi falar de livros de culinária serem lançados em cafés, e por aí vai…), marque uma data e convide todo mundo que você conhece. Sim, todo mundo! Se você quer que compareçam 50 pessoas, convide pelo menos 200, porque a maioria não vai, mesmo! Sem contar que será muito legal encontrar aquele amigo que você não vê há anos…

Você pode servir um coquetel, um coffee break, alguns refrigerantes, ou nada. É legal oferecer algo a seus convidados, mas não é obrigatório e vai depender do quanto você pode gastar. Se tiver algum amigo disposto a tocar um instrumento, será ótimo! Mas, se não tiver, coloque um som ambiente que seja agradável a todos os ouvidos.

Ofereça a seus convidados a possibilidade de comprar o livro, e organize um espaço onde você possa sentar para recebê-los um por um. Eles comprarão o livro e virão até você para receber um autógrafo. Aproveite para tirar muitas fotos nesse momento! Mas não se esqueça de que nem todos comprarão o livro no dia, logo, não entrarão na fila para autógrafos. Por isso, é importante transitar por entre eles no início do evento, cumprimentando e tirando fotos. Procure registrar a presença de todos!

Você também pode fazer um discurso, falando sobre suas experiências no desenvolver do livro, quanto tempo levou para escrever e quais foram suas motivações. Procure não ficar apenas agradecendo um por um no discurso, pois ele ficará monótono e sem graça.

Por fim, não se esqueça de que a estrela da noite é você, então divirta-se!

10- Acredite em você

As dicas que eu dei são baseadas unicamente na minha experiência pessoal. Vá em frente, busque suas próprias experiências! Dê a cara a tapa, sempre planejando o melhor possível, e depois crie as suas próprias “10 dicas”. E lembre-se, nunca desista de seus sonhos, e nunca pare de escrever.

 
Sucesso!!
Karen Soarele.

30 thoughts on “10 Dicas para Publicar seu Livro (dicas 8, 9 e 10)

  1. […] Post 2: dicas 4, 5 e 6 (tiragem) Post 3: dica 7 (formação de preço) Post 4: dicas 8, 9 e 10 (divulgação) […]

  2. […] Post 1: dicas 1, 2 e 3 (comece a planejar) Post 2: dicas 4, 5 e 6 (tiragem) Post 4: dicas 8, 9 e 10 (divulgação) […]

  3. Fernando Henrique

    Karen, Parabéns pela iniciativa. Estou eu mergulhando nesse mundo de autor e confesso que não tinha a mínima idéia do quão difícil é essa batalha. Mas, é igualmente gratificante.
    A propósito ótima seleção de leitura! 1822 é ainda melhor que o 1808!

    • Nossa, e como! É muito gratificante mesmo! As pessoas vem me dizer que gostaram do livro, perguntam quando será publicado o próximo… é muito bom poder compartilhar uma história que antes ficava só na minha cabeça =)

  4. Olá Karen,

    Parabéns pelas dicas.

    Acabei de chegar em casa vindo de uma Editora. Estou tentando publicar meu primeiro livro e suas dicas me ajudaram.

    Grato,

    Antonio Francisco.

  5. […] 1: dicas 1, 2 e 3 (comece a planejar) Post 3: dica 7 (formação de preço) Post 4: dicas 8, 9 e 10 (divulgação) […]

  6. Olá Karen tudo bem? Aproveitando sua boa vontade em ajudar os novos escritores, queria tirar uma dúvida com você, os registros necessários são apenas o EDA e o ISBN? Ou há mais algum? Obrigada e parabéns pela iniciativa.

  7. Olá, Melka!
    Sim, são esses dois registros, mas há também a Ficha Catalográfica, que é muito importante.
    Se você for publicar por uma editora, ela vai se responsabilizar tanto pelo ISBN quanto pela Ficha Catalográfica. Você só vai precisar registrar no EDA, que é o registro de autoria.

    Beijos!

  8. Karen, voce foi uma luz no fundo do poço em que me encontrava. Estou terminando um livro, que comecei a tres anos. Quer dizer, pelo andar da carruagem, acho que ele vai completar quatro anos de gestação. Morro de pena de terminá-lo. Sou apaixonada por ele. Acho que é um livro inviável comercialmente, já que ele está perto de 500 páginas. Mas, é uma história linda! Um romance dirigido a mulheres maduras, que ainda sonham vivenciar um grande amor. Nem me importaria com os lucros. Só queria que as pessoas lessem a minha história.
    Muitos beijos, Ana.

    • Oi, Ana Maria!
      Desculpe a demora em responder.

      De acordo com o que você falou, eu aconselho você a publicar seu livro de forma digital, pela Amazon! 😀

  9. Jose Petronilo filho

    Karen, fantástica essa sua boa vontade em nos ajudar a publicar nosso livro. Parabens. Estou bem informado agora como vou fazer para publicar meu livro ´que já está pronto. Apenas uma dica quero saber: estou meio constrangido pra saber se devo dar um exemplar no momento do lançamento a alguma pessoa? Isso é deselegante?

    • Oi, Jose!

      Na verdade, depende do propósito do livro. Por exemplo, se você escreveu um livro de poesias para a sua esposa, com certeza vai querer presenteá-la com ele. Mas, no caso de um livro feito para ser vendido, é um pouco diferente.

      É muito comum termos amigos que nos ajudam na trajetória até a publicação, e sempre queremos agradecê-los. Mas acredito que não seja necessário dar um exemplar. Mesmo porque, a publicação é um dos períodos em que o autor mais precisa de apoio, e os amigos com certeza vão querer comprar o livro. Os agradecimentos vão dentro, na dedicatória impressa.

      Agora, se por algum motivo muito específico, você quiser dar um livro a alguém, é melhor que não faça isso na frente de todos. A intenção pode ser boa, mas sempre vai ter algum outro amigo que vai se sentir menosprezado.

      Abraços!

  10. Oi Karen, obrigado pelas dicas. Descobri sobre você num Nerdcast desses da vida. Porém, em relação a publicação de livros, uma dúvida ainda me restou. Uma editora já me respondeu positivamente em publicar meu livro, mas o preço que cobrou pelo serviço está muito fora do patamar da minha conta bancária. E por isso estou pensando em buscar patrocínios pela minha cidade mesmo. Gostaria de saber se nessa hora, é legal criar um projeto e tal, ou só ir nas empresas metendo a cara e pedindo? Se puder me responder por email eu ficaria grato, pois estou com algumas outras milhões de dúvidas. Principalmente em relação a esses preços cobrados pelas editoras.
    Toda ajuda que puder me dar, eu já agradeço.
    Abraço.

  11. MARINÁCIA LEAL

    OI kAREN,SUA INICIATIVA EM AJUDAR NOVOS ESCRITORES É LOUVÁVEL! E POR ISSO GOSTARIA DE TE PERGUNTAR COMO FAZER COM GRAVURAS QUE NÃO SÃO NOSSAS, MAS QUE SERVEM PARA COLOCAR EM NOSSO MATERIAL? DESDE JÁ OS MEUS AGRADECIMENTOS.

  12. Olá Karen, posso encaminhar o meu exemplar para alguma editora antes de receber o certificado de Direitos Autorais vindo da BN, ou será melhor aguardar?

  13. KKaren valeu pelas dicas e ainda mais pelo incentivo. euacabei de escrever um livro 500 pg.É de fato inviável tentar publicar um livro com essa quantidade de páginas ?

    • Oi, Guilherme!
      Não é impossível publicar um livro de 500 páginas, mas é mais fácil publicar um de 300. Sugiro que você revise bastante o seu, e seja bem crítico ao responder: Todas as partes do livro são necessárias? Tem alguma “encheção de linguíça” que valeria a pena cortar?
      Mesmo depois de cortar bastante, ele vai continuar grande, haha. Mas o importante é ter um livro que vale cada letra.

    • Oi, Guilherme! De repente, você pode dividir o seu livro. Como os da Saga Crepúsculo. Ficou interessante.

  14. Olá Karen
    Obrigada pelas dicas.
    Estou tentanto publicar meu primeiro livro, mas estou completamente perdida.
    Se trata de um livro infantil, e minha maior duvida é quanto à ilustração. Para enviar o original a uma editora, ele já deverá estar ilustrado ou a editora é quem indica um ilustrador depois de aprovar o texto? Mais dúvidas: As editoras sao todas pagas ou existem contratos em que ela apenas ficam com uma porcentagem das vendas? As editoras são também distribuidoras, ou eu mesma terei que me virar para vender o meu livro em livrarias? Obrigada, me ajudaria muito!

    • Oi, Giovanna!

      Via de regra, existem dois tipos de editora:
      – Tradicional: ela arca com toda a publicação e também distribui o livro. Você recebe um porcentual com base no preço final para o leitor, que gira em tornou de 10%.
      – Prestadoras de serviço: você paga por todos os serviços (capa, revisão, impressão, etc) e recebe os livros na sua casa. Precisa se virar para distribuir, e o que conseguir de lucro (se conseguir), é seu.

      Entretanto, ultimamente tem aparecido editoras mistas. Você vai ter que entrar em contato de uma por uma para descobrir a forma de trabalho.

      Geralmente, a editora é quem busca o ilustrador.

  15. Amei suas dicas,Karen. Já escrevi 3 romances, que ainda não publiquei. Suas dicas vão me ajudar e muito. Bjs!

  16. guilherme de jesus

    ola Karen li todas suas postagens muto lega aprendi muito, estou terminando meu primeiro livro graças ao seu blog sei que caminho seguir, para publicar meu livro e divulga-lo abrigado.

    • Oi, Guilherme!
      Que bom que as postagens estão sendo úteis! Eu tenho publicado dicas novas na minha coluna Caderno (A)spiral, no site Bodega Online. Você pode acompanhar por aqui:
      abodegaonline.com.br/papodebodega/caderno-aspiral/

      Abraços e sucesso! 🙂

  17. Karen, parabéns pelo seu trabalho. E mais ainda pela sua simpatia e simplicidade. Adorei as partes que li. Certamente comprarei seus livros. Obrigada pelas dicas.

    Sucesso, abraço e Paz.

  18. Olá

    Estou terminando minha primeira historia e já estava preocupado em o que fazer para publicar. Suas 10 dicas me animaram bastante.

    Parabéns pelo site, e muito sucesso para você.

  19. Olá Karen,

    Estou organizando o lançamento do meu livro e gostaria de uma dica de que servir no coquetel. Os meus convidados serão na grande maioria adultos, eu posso servir cerveja?

  20. Muito obrigado pelas dicas Karen, ajudou muito!

  21. OCTAVIO AMERICO BLAMSSONE

    e’ interessante essas dicas Karen. eu gostaria de saber qual e’ o numero minimo de paginas recomendadas para uma obra literaria de poesia?eu tenho uma coleecao de 55 textos.
    de mocambique-octavio

    • Oi, Octavio!
      Poesia não é muito o meu forte, então eu devolvo a pergunta para você: quantas páginas costumam ter os livros de poesia que você mais gostou de ler até hoje?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master